top of page

NOTÍCIAS

‘Lona na Lua: Energia para Cultura’



No ano em que o Lona na Lua comemora 15 anos de existência e resistência, mais uma parceria se inicia para beneficiar mais de 400 crianças e jovens de Rio Bonito e Tanguá.‘Lona na Lua: Energia para Cultura’ é o nome do projeto, que conta com patrocínio da Enel, Governo do Estado do Rio de Janeiro e Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura.


Através dessa parceria que se renova, crianças e adolescentes de 6 a 18 anos poderão aprender, gratuitamente, sobre arte e cultura nas oficinas de teatro, circo, música, dança, história do cinema, cenografia e figurino, desenho, libras e roteiro.


Fundada em 2009, a Associação Cultural e Social Lona na Lua traz no currículo um histórico de parcerias potentes, além da chancela de várias instituições importantes ao longo desses 15 anos de história, mas principalmente, o movimento cultural conta com a confiança dos pais dos alunos de Rio Bonito e Tanguá, que semanalmente levam seus filhos para as aulas. Um exemplo disso está explícito no relato da Verônica Azevedo, mãe da Ana Vitória, aluna da unidade de Tanguá. A estudante de 10 anos participou das oficinas de 2023, também fruto da mesma parceria.



“Quando o Lona chegou, deu uma oportunidade muito grande para todas as crianças da comunidade, e cada vez que tem espetáculo, a gente fica mais encantado. A gente só tem a agradecer ao tio Zeca (Novais), a tia Fátima (Novais) e a todos os envolvidos. O Lona na Lua veio para contribuir com a educação dos nossos filhos”, disse Verônica.


O diretor e fundador do Lona na Lua, Zeca Novais, também se orgulha dos frutos dessa parceria e agradece pela confiança dos pais e dos patrocinadores.


“Tenho muito orgulho do Lona ter parceiros tão importantes e que se preocupam com a educação cultural de crianças e adolescentes do interior do estado. Crianças que muitas das vezes só têm essa oportunidade na vida para acessar e aprender sobre arte. Tenho certeza que esse novo ciclo de oficinas dará oportunidade para a formação de mais loneiros”.



Comentarios


Arquivo
bottom of page